Tribunal Popular da Terra – Entre aldeia e a cidade: Estado, Território e Identidade na visão dos Povos Indígenas – 29 de julho #Eblog


Tribunal Popular da Terra –  Entre aldeia e a cidade: Estado, Território e Identidade na visão dos Povos Indígenas.

 

INSCRIÇÃO A PARTIR DE 23 DE JULHO NO SITE DO CRP-SP http://www.crpsp.org.br

           O Conselho Regional de Psicologia – (GT Psicologia e Povos Indígenas) e o Tribunal Popular da Terra convidam para o Evento: Tribunal Popular da Terra –  Entre aldeia e a cidade: Estado, Território e Identidade na visão dos Povos Indígenas. a ser realizado no dia 29 de julho na sede do CRP-SP.

 

Programação:

Manhã: 9:00 –  12:30 – Debate sobre conjuntura nacional da questão indígena e violência do Estado.

debatedores:

            Ládio Veron – liderança Guarani Kaiowá.

            Babau Tupinambá– Cacique do Povo Tupinambá da Serra do Padeiro, Estado da Bahia.

Liderança Guarani                                                                                                                                       Bruno Simões – psicólogo, pesquisador da temática indígena, membro do GT Psicologia e Povos Indígenas do CRP-SP.

           

Tarde: 13:30 -17:00 – Debate sobre indígenas urbanos, identidade e território.

debatedores:

            Dora Pankararu: liderança Pankararu, pedagoga, funcionária da Casai, membro do Conselho Estadual dos Povos Indígenas (SP)

            Valdelice Veron : liderança guarani Kaiowá, educadora e socióloga.

            Benedito Prezia: educador, linguista, escreveu diversos livros didáticos sobre os povos indígenas. É assessor do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e coordenador da Pastoral indigenista da Arquidiocese de São Paulo.

            Sassa Tupinambá: Membro do MIR- Movimento Indígena Revolucionário e do Tribunal Popular.

Inscrição gratuita, a partir do dia 23/07, pelo site  http://www.crpsp.org.br e maiores informações pelo email  tribunalpopular2010@gmail.com

Obs.: A inscrição é obrigatória para não indígenas e para indígenas é facultativa

Entidades organizadoras:

 

Conselho Regional  de Psicologia – GT Psicologia e Povos indígenas

            O CRP-SP a entidade responsável por orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão do psicólogo no Estado de São Paulo. Uma das instâncias de trabalho e funcionamento do CRP-SP são os Grupos de Trabalho. O GT Psicologia e Povos Indígenas do CRP-SP funciona desde 2005 e nasce das discussões realizadas a partir do Seminário Nacional Subjetividade e Povos Indígenas relizado em parceria com o Conselho Indigenista Missionário em Brasília em .

            Ao considerar os desafios da realidade brasileira, o Sistema Conselhos de Psicologia tem apoiado iniciativas que buscam se aproximar das demandas apresentadas pela sociedade e que são, muitas vezes, negligenciadas. É nesse contexto que emerge a aproximação da Psicologia aos Povos Indígenas. Marcados   por uma raiz histórica de constante resistência à dominação, os povos indígenas se constituiram no processo sócio-histórico brasileiro ocupando um lugar de subalternidade e constante aviltamento de seus direitos. Essa realidade forjou traços de ordem psicossocial identificados pela comunidades, que comprometem a qualidade de vida e saúde mental desses  indivíduos, Nessa medida, a Psicologia e os psicólogos são convocados a encontrar seu lugar nesse campo.

O Tribunal Popular

            O Tribunal Popular  é um articulação de entidades e movimentos sociais que vêm, desde 2008, unindo esforços para publicizar a violações dos direitos humanos promovidos pelo Estado e buscar reparação às vítimas. Partindo da compreensão comum de que o Estado brasileiro tem suas
instituições e poderes organizados de forma a perpetrar uma cultura de violência contra os mais diversos setores da população, os organizadores decidiram realizar um tribunal simbólico. Ou seja, julgado por aqueles que lutam por seus direitos, o Estado Brasileiro foi para o banco dos réus. A primeira sessão de instrução e julgamento do Tribunal Popular ocoreu nos dias 4, 5 e 6 de dezembro de 2008  no auditório da faculdade de Direito do Largo São Francisco e teve como sessões temáticas a volência estatal contra populações urbanas pobres, contra juventude, contra movimentos sociais e contra população carcerária. No julgamento final o Estado foi declarado culpado.
            Ao longo desses dois anos, o Tribunal Popular, vem se consolidando como importante espaço de articulação dos diversos grupos que lutam contra a perversa lógica de criminalização da pobreza e das diferentes formas de organização popular. Para o ano de 2011 estamos organizando o Tribuna Popular da Terra, para discutir a situação das populações no campo e na cidade, na perspectiva de discutir terra e territorialidade e a violência do Estado. Tendo com grande emblema  o conjunto de obras do PAC, a política desenvovimentista do Estado tem provocado enorme opressão e deslocamento dos diversos grupos que tem sua vida baseada no campo (Indígenas, Quilombolas, Caiçaras , Ribeirinhos, Lutadores pela Reforma Agrária) e ainda, pescadores. É nesse sentido que o Tribunal Popular convoca a todos e todas a se posicionarem sobre essas ações se somando ao nosso tribunal.

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Tribunal Popular da Terra – Entre aldeia e a cidade: Estado, Território e Identidade na visão dos Povos Indígenas – 29 de julho #Eblog

  1. Pingback: Combate ao Racismo Ambiental » Tribunal Popular da Terra – Entre aldeia e a cidade: Estado, Território e Identidade na visão dos Povos Indígenas – 29 de julho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s