[SP] OPERÁRIOS REALIZAM PANFLETAGEM NO INTERIOR


[SP] OPERÁRIOS REALIZAM PANFLETAGEM NO INTERIOR

Com objetivo de organizar as lutas sociais no interior paulista operários realizam agitação e panfletagem em canteiros de obra e indústrias.

São exatos 5:30 da manhã, um grupo formado por cinco trabalhadores inicia a distribuição de panfletos. Depressa vários círculos de trabalhadores estão formados, os maiores no entorno dos ativistas da Liga de Resistência Operária (LRO), uma organização revolucionária da classe produtora, eles conversam com um grupo de trabalhadores e acolhem reclamações e denuncias.

Durante todo o bate papo uma série de denuncias de irregularidades nos locais de trabalho são angariadas como: descumprimentos dos acordos firmados, não pagamento de horas extra e atestados médicos, perseguições, demissões sem justificativa e todo tipo de assédio moral sofrido pelos operários. Os ativistas da Liga de Resistência Operária se apresentam como “ferramentas” na luta contra a exploração e perseguição dos patrões, encarregados e capitalistas.

Na entrevista com o grupo intitulado “ferramentas” a equipe do jornal Os Emancipados foi indagada a tomar parte da luta, “a ferramenta foi criada para consertar o que está quebrado, e construir máquinas para produzir riqueza e bem estar ao homem. Nós somos as ferramentas para construir uma sociedade justa e sem exploração” nos explica Jorge, ativista do grupo há dois anos, e continua “a repressão enfrentada pela organização operária hoje se torna a principal causa de tantas irregularidades, os patrões lucram enquanto trabalhadores são feridos e mutilados, todo tipo de manifestação contraria a exploração dos trabalhadores são reprimidas com demissão” afirmou o ativista.

Durante a ação a LRO anuncia ter recebido denuncias de 63 casos de acidentes de trabalho considerados gravíssimos, além de 5 (cinco) mortes no interior paulista. A indignação é sentida nos apreensivos olhares dos trabalhadores.

O trabalho da Liga de Resistência Operária se foca em organizar clandestinamente os trabalhadores para resistir diante da exploração e arbitrariedades atentadas nos canteiros de obras e indústrias. A Liga emprega métodos de ação direta e mantêm grupos ativos que alimentam trabalhos pequenos e silenciosos no chão de fábricas. O trabalho também se manifesta em reuniões, encontros e assembléias para impedir a colaboração de classes e o conformismo “transformar nossa indignação em luta” a inscrição é deixada no portão de acesso ao vestiário dos trabalhadores.

Os Emancipados – Imprensa da Resistência Operária

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s