Nota das lideranças Aty Guasu Guarani-Kaiowa-MS a todos juizes federais.


enviado por e-mail

Objetivo central desta nota é solicitar o julgamento e punição exemplar do proprietário da GASPEM/Dourados/MS juntamente com 09 assassinos presos pela Polícia Federal, no dia 15 de junho de 2012. Eles são autores e praticantes de genocídio/etnocídio do povo Guarani-Kaiowá do MS.

 

Nós 80 lideranças/representantes da Aty Guasu Guarani-Kaiowa-MS estamos aqui no Rio+20 entre os dias 14 e 22 de junho de 2012, participando da Cúpula dos Povos Indigenas, no dia 16 de junho de 2012 recebemos a informação de que o dono da Gaspem foi preso juntamente com os outros 9 pistoleiros que, no dia 18/11/2012, atacaram CRIANÇAS, IDOSAS, MULHERES e mataram o rezador NISIO GOMES. Importa destacar que esta informação divulgada só confirmou a nossa denúncia feita a todas as autoridades brasileiras, sociedade nacional e intenacional. Mais uma vez, nós lideranças temos absoluta certeza de que  REZADOR NISIO GOMES FOI ASSASSINADO PELOS PISTOLEIROS SIM, para nos não há nenhuma dúvida que o cadáver do xamã Nisio está escondido pela equipe da GASPEM. A partir dessa data, esperamos anciosamente o cadáver do NISIO GOMES, para prestarmos a cerimônia de enterro.

Mais uma vez, queremos reafirmar a denúncia que a empresa GASPEM e seus agentes são especializada em prática de genocidio/etnocidio no MS, há década atua como exterminadores de lideranças guarani-kaiowa no Cone Sul de Mato Grosso do Sul. Assim a GASPEM é evidentemente ameaçadora e assassina de várias lideranças indígenas. Diante desse fato evidente, nós lideranças da Aty Guasu Guarani-Kaiowa vimos demandar reiteradamente que o empresário de GASPEM e 9 pessoas presas pela PF sejam julgados como práticas de genocídio-etnocídio, de assassinos de várias lideranças indígenas, tais como, Dorvalino que foi morto por agentes de GASPEM no dia 24 de dezembro de 2005, Nisio Gome que foi assassinado por GASPEM também no dia 18 de novembro de 2011, etc. Por essa razão, pedimos a todos juizes  federais para não soltar esses 09 assassinos que foram presos no dia 15/06/2012, visto que claramente apresentam muito perigo tanto para todos os indígenas quantos para sociedade em geral. Por fim, acreditamos na Justiça Brasileira, por isso, solicitamos á Justiça para julga-lós e puni-los exemplarmente esses 10 assassinos presos e mandantes, e sobretudo apelamos para que a PF continue prendendo os restantes dos pistoleiros que ainda estão soltos no MS.

 

Cúpula dos Povos Indígenas-Rio de Janeiro, 21 de junho de 2012

Atenciosamente,

 

Lideranças da Aty Guasu Guarani-Kaiowá-MS.

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s