MANIFESTO DA FRENTE PALESTINA


Não à cumplicidade com o apartheid israelense!

Entre 9 de 12 de abril, no Rio de Janeiro, cerca de 30 empresas israelenses cúmplices da ocupação e apartheid na Palestina estarão entre as expositoras da Laad (Latin America Aerospace and Defence), chamada pelos movimentos sociais como â€œfeira da morteâ€�. O Brasil se converteu num dos cinco maiores importadores das chamadas tecnologias de defesa e segurança de Israel nos últimos anos e tem sido utilizado como um mercado bilionário pela potência ocupante. A Laad é uma grande oportunidade de se expandirem ainda mais os lucros com o apartheid israelense e uma afronta aos direitos humanos.

A patrocinadora oficial da Laad é a Embraer (Empres a Brasileira de Aeronáutica), que mantém contratos com a israelense Elbit Systems, uma das expositoras da feira que atua na área de tecnologia militar, construindo os Vants (ve­ículos aéreos não tripulados) que foram utilizados nos recentes ataques a Gaza. É uma das 12 companhias envolvidas na construção do muro do apartheid, na Cisjordânia, na Palestina ocupada. Em outubro de 2012, na Assembleia Geral das Nações Unidas, o relator especial Richard Falk chamou ao boicote à Elbit, baseado em resoluções da própria ONU (obrigação, por parte das empresas estatais e privadas, de respeito ao direito internacional, e sanções àquelas que cometem violações). 



No Brasil há 15 anos, a Elbit se faz presente por meio das empresa s AEL, Periscópio Equipamentos Optrônicos S/A e Ares Aeroespacial. Através dessa última subsidiária, recentemente, a Elbit ganhou dois novos contratos milionários com o Exército brasileiro. Com o objetivo de facilitar os negócios com as empresas israelenses, as Forças Armadas Brasileiras mantêm desde 2003 um escritório em Tel Aviv. O Governo do Rio Grande do Sul pretende expandir a presença da Elbit no Brasil e, com isso, favorecer a desnacionalização industrial, além de ampliar a cumplicidade do Brasil com um projeto de polo aeroespacial baseadona subsidiária AEL em Porto Alegre. Com isso, a capital gaúcha pode vir a se tornar o polo de pesquisa militar israelense mais importante no exterior. Tal projeto, financiado com dinheiro público, também concede vantagens aos negócios baseados nos crimes cometidos por Is rael.

Outra expositora da Laad e fornecedora das Forças Armadas Brasileiras é a Israel Aircraft Industries, que produz equipamentos para as forças de ocupação, o muro do apartheid e as colônias exclusivamente judaicas construídas ilegalmente em território palestino. No Brasil, a Israel Aircraft formou uma joint venture denominada EAE Soluções Aeroespaciais com o Grupo Sinergy e sua subsidiária, a Bedek. Utiliza os centros de produção e manutenção da TAP M&E Brasil nos aeroportos do Rio de Janeiro e de Porto Alegre. Israel está de olho sobretudo na Copa de 2014 e nas Olímpiadas de 2016, a se realizarem no Brasil, e por isso tem incrementadoo intercâmbio de delegações com o Brasil. Segundo a i mprensa, o governo brasileiro prevê investimentos de R$ 1,17 bilhão em plano de segurança para a Copa do Mundo. Israel quer abocanhar boa parte desse filão, negócios que serão facilitados pela Laad â€” um dos mais importantes eventos do setor na América Latina. O Rio de Janeiro, que o sediará, comprou recentemente da israelense Global Shield oito novo blindados (os chamados caveirões usados pela Polícia Militar) – os quais são empregados na repressão sobretudo da população jovem, pobre e negra do estado.

As organizações da sociedade civil brasileira que integram a Frente em Defesa do Povo Palestino-SP e a campanha BDS Brasil (boicotes, desinvestimento e sanções) repudiam a realização da â€œfeira da morteâ€� e a presença no Brasil de empresas cúmplices do apartheid e da ocupação — ilegal, destaque-se — a que estão submetidos os palestinos. Exigimos a ruptura imediata de acordos e negócios militares com Israel, os quais violam as obrigações legais internacionais do Brasil.

Frente em Defesa do Povo Palestino-SP

Signatories:

 

Frente em Defesa do Povo Palestino-SP

 

Centro Cultural Árabe-Palestino do Rio Grande do Sul

 

Comitê Brasileiro de Defesa dos Direitos do Povo Palestino

 

Comitê Catarinense de Solidariedade ao Povo Palestino

 

Comitê de Solidariedade à Luta do Povo Palestino do Rio de Janeiro

 

Frente Palestina da USP (Universidade de São Paulo)

 

 

 

Anel – Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre!

 

Apropuc-SP – Associação dos Professores da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)

 

CAS – Coletivo de Artistas Socialistas

 

Ciranda Internacional de Comunicação Compartilhada

 

Coletivo de Mulheres Ana Montenegro

 

Coletivo Periferia, Nossa Faixa de Gaza

 

Comitê Indígena Revolucionário

 

Comitê Pró-Haiti

 

CSP-Conlutas – Central Sindical e Popular

 

CUT – Central Única dos Trabalhadores

 

DCE Livre da USP “Alexandre Vannucchi Leme”

 

Frente de Defesa aos Ameaçados de Morte

 

MML – Movimento Mulheres em Luta

 

MMM – Marcha Mundial das Mulheres

 

Mopat – Movimento Palestina para Tod@s

 

Movimento Mães de Maio

 

MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

 

PCB – Partido Comunista Brasileiro

 

PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado

 

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos

 

Stop the Wall

 

Tribunal Popular da Terra

 

Tribunal Popular: o Estado brasileiro no banco dos réus

 

União da Juventude Pró-Palestina do Brasil

 

Clovis Pacheco F., jornalista, sociólogo e professor universitário, SP

Francisco Horus Moura de Almeida Pacheco – estudante, SP

Maria Beatriz Costa Abramides – professora de graduação e pós em Serviço Social da PUC-SP

Mauro Rodrigues Aguiar – bancário, Mogi das Cruzes

Para Assinar este manifesto entrem em contato com a Frente em Defesa do Povo Palestino – , envie e-mail para  frentepalestinalivre@yahoogrupos.com.br

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Direitos Humanos, Internacional. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s