De menino e de menina – o sexismo pré-natal


Junte as suas notas qui… (opcional)

Minha Família Libertária

Imagem

O que mais marcou nossa gravidez foi não saber o sexo do bebe. Por quê? Esperar o tempo natural das coisas, causar impacto nas pessoas e em nós mesmos para provocar reflexões sobre o sexismo desde o berçário, e evitar o consumismo “moda bebe” foi certamente justificativas que me levou inicialmente a não querer saber o sexo por um ultrassom. Também a influencia da cultura indígena por parte do pai, meu companheiro, preencheu de sentido todo o processo. Meu segundo ultrassom, o morfológico, foi o marco desse “estranhamento” pois a partir dele o “não querer saber” tinha que ser reafirmado, pois tecnicamente só não saberia se não quisesse. Mesmo assim tem um monte de gente que procura saber o sexo do BB e os exames não identificam corretamente confundindo o cordão umbilical com um pênis ou o BB está de perna cruzada… daí a pessoa compra o enxoval azul e…

Ver o post original 261 mais palavras

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s