Zelador de Escola com inclinações nazifascista é denunciado por estudantes


enviado por e-mail

Por Beth Silva

Os estudantes da Escola Estadual Antonio Manoel Alves da Silva, no Jardim São João, zona sul de São Paulo, apresentou ao Conselho de Escola e à diretoria denúncia contra o zelador Marcos. Segundo os estudantes ele vem apresentando comportamento violento com os estudantes e professores. 

No mês de setembro ele se envolveu numa discussão com um estudante na biblioteca, durante a aula de reforço de português da professora Rose. O aluno fez uma brincadeira na sala e a professora o repreendeu, com a insistência do aluno, o Marcos falou para o mesmo ficar quieto, o aluno retrucou dizendo que ele nada tinha a ver com isso. Foi a deixa para o zelador, Marcos ir para cima do aluno com agressão física. A mãe do aluno foi chamada, o Marcos justificou que agiu com violência porque o estudante havia desrespeitado a professora, o que foi negado pela Rose, que em seguida foi chamada a atenção pela diretora, dizendo que ela deveria ter falado a favor do funcionário e não contra. Marcos ameaçou o estudante e a mãe. Resultado é que o aluno foi afastado, tendo que receber em casa as lições e o agressor continua trabalhando na escola. 

Indignados, professores também resolveram falar. ?Ele interfere nas aulas?, afirma uma das professoras, que desistiu de utilizar a biblioteca em suas aulas porque sempre que está fazendo explicações a classe, Marcos interveem com sua opinião a partir do senso comum, demonstrando um perfil muito próximo dos nazistas e fascistas. 

Entre as denuncias estão ainda que ele fica nos corredores da escola, fazendo a função de inspetores de escolas, fala palavras de baixo calão com os alunos, em tom ameaçador e inclusive tenta mediar de forma equivocada as brigas entre alunos, acirrando ainda mais a tensão. 

Marcos, além de não ter perfil de trabalhador da educação, demonstra ter algum transtorno psicológico, motivo de sua agressividade. 

As denuncias apresentadas demonstram que Marcos não pode continuar trabalhando na escola e ainda por ter agredido vários estudantes e ameaçado de espancamento e morte aluno e mãe, ele deve ser denunciado na delegacia. Professores temem em falar sobre o caso, pois o funcionário é muito agressivo também com os professores, principalmente as mulheres, “ele lembra um skin head”, diz professora, que não quer se manifestar publicamente, com medo do zelador fazer algo contra ela em represália.

Anúncios

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Direito da Criança e Adolescente, Direitos Humanos, Não ao Muro, Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Zelador de Escola com inclinações nazifascista é denunciado por estudantes

  1. Clovis Pacheco F. disse:

    Deve ser um dos muitos que foram contratados pela APM. É caso de demissão imediata, além de notificação policial, caso ocorra alguma represália.

  2. O nome da escola está errado, é Antônio Manoel Alves de Lima.

  3. Sebastian disse:

    Alem de prender o Marco, deve se atuar o estabelecimento e procesar seus dirigentes “solidariamente”!!!
    Que vergonha!!!! Por favor informem se já se RESOLVEU!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s