EE ANTONIO MANOEL SEM LIBERDADE DE EXPRESSÃO


Desde dezembro de 2013, a escola estadual Antonio Manoel Alves de Lima, se transformou no cenário de uma peleja. De um lado, estudantes que querem apenas poder ter participação política dentro da escola, conforme assegura a legislação, do outro lado estão a Diretora, a Psicóloga e a maioria dos funcionários administrativos e professores, que já violaram todos os direitos dos estudantes, dentre estes direitos, está o direito de livre expressão, o direito de se organizarem em grêmio etc.

Na escola, não se faz nenhum esforço para camuflar as violações dos direitos humanos dos estudantes, pelo contrário são praticados quotidiana e explicitamente, para todo mundo ver e ouvir.

Já denunciamos as manobras da Dona Valdete (diretora), do Paulo (vice-diretor), e de vários professores e funcionários, já falamos sobre as ligações aos pais, as convocações de estudantes na sala da diretora fora do horário letivo etc. A lista é gigantesca, pode ser conferida nas postagens anteriores clicando aqui.

Desta vez a dona Valdete foi além de todos os limites, proibindo a circulação de publicação do movimento estudantil dentro da escola. Os alunos organizados no R.E.A.L. e na comissão pró-gremio publicaram um informativo, com o apoio da Subsede Sul (Santo Amaro) da APEOESP para ser distribuído ao segmento discente. No zine/informativo há algumas denuncias e o posicionamento dos estudantes perante a postura da direção e dos acontecimentos que ocorreram após as manifestações contra o muro da vergonha.

Mais uma vez, a Valdete faz jus a comparação que uma aluna fez, a confrontando com uma ameba. Quem em pleno gozo de suas capacidades intelectuais iria reprimir a expressão estudantil, tendo esse direito garantido no ECA? Só mesmo alguém que se pode comparar a uma ameba. Pois, assim agiu a diretora.

Ela não só proibiu a circulação, como mais uma vez, utilizando de sua autoridade como diretora coagiu, ameaçou e reprimiu a espontaneidade e organização dos adolescentes matriculados na escola.

Uma vergonha para a categoria dos professores.

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Não ao Muro. Bookmark o link permanente.

3 respostas para EE ANTONIO MANOEL SEM LIBERDADE DE EXPRESSÃO

  1. Luis Gustavo disse:

    Já parou pra pensar nos danos que esta diretora está causando nas vidas destas pessoas? Fora de casa, nenhum lugar é exatamente como queremos, mas não é atacando os estudantes dessa forma que se chega ao objetivo. Tenho certeza que todos esses que ela teima em reprimir, já sofreram muito e agora vem uma pessoa totalmente totalitária, que se julga a dona do poder, que com certeza não tem capacidade de acrescentar nada na vida de ninguém, e fica inventando motivos para exercer o micropoder. Se ela não sabe, chamar a policia para estudantes é crime, colocar pais contra filhos, destruindo a harmonia familiar é antiético, chantagear, gastar verba pública sem responsabilidade, assédio moral etc não é o papel de uma diretora, para com essa palhaçada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s