Organizado por João Pacheco de Oliveira e Clarice Cohn, “Belo Monte e a Questão Indígena” pode ser baixado aqui


do site Combate ao Racismo Ambiental

Está disponível para ser baixado Belo Monte e a Questão Indígena, lançamento da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) organizado por João Pacheco de Oliveira e Clarice Cohn. Para acessá-lo, basta clicar AQUI. Abaixo, o Sumário da obra.

Sumário

  • Belo monte e a questão indígena: reflexões críticas sobre um caso emblemático de “desenvolvimentismo” à brasileira, por Bela Feldman-Bianco
  • Introdução: a ABA e a questão de Belo Monte, por João Pacheco de Oliveira
  • A produção de um dossiê sobre um processo em curso, por Clarice Cohn

PARTE 1: UMA VISÃO GERAL

  • Planejamento às avessas: os descompassos da Avaliação de Impactos Sociais no Brasil, por Marcelo Montaño
  • Quanto maior melhor? Projetos de grande escala: uma forma de produção vinculada à expansão de sistemas econômicos, por Gustavo Lins Ribeiro
  • Significados do direito à consulta: povos indígenas versus UHE Belo Monte, por Jane Felipe Beltrão, Assis da Costa Oliveira e Felício Pontes Jr.
  • (Des)cumprimento das condicionantes socioambientais de Belo Monte, por Biviany Rojas
  • Na luta pelos direitos indígenas: a ação do Ministério Público Federal em documentos selecionados, por Jane Felipe Beltrão, Helena Palmquist ePaulo César Beltrão Rabelo
  • O contexto institucional da resistência indígena a megaprojetos amazônicos, por William H. Fisher
  • Pescadores, ribeirinhos e indígenas: mobilizações étnicas na região do rio Xingu: resolução não negociada dos
  • conflitos na usina hidrelétrica de Belo Monte, por Alfredo Wagner Berno de Almeida e Rosa Elizabeth Acevedo Marin
  • Profanação hidrelétrica de Btyre/Xingu: fios condutores e armadilhas (até setembro de 2012), por A. Oswaldo Sevá Filho

 

PARTE 2: BELO MONTE E A QUESTÃO INDÍGENA

  • Índios Citadinos de Altamira: lutas, conquistas e dilemas, por Mayra Pascuet e Mariana Favero
  • Reflexões em torno da vida sociocultural dos Arara da Volta Grande do Xingu frente ao megaempreendimento
  • da usina hidrelétrica de Belo Monte, Altamira-Pará, por Marlinda Melo Patrício
  • Os Juruna no contexto da usina hidrelétrica Belo Monte, por Maria Elisa Guedes Vieira
  • O fim do mundo como o conhecemos: os Xikrin do Bacajá e a barragem de Belo Monte, por Clarice Cohn – UFSCar
  • Os Arara do Laranjal: uma visão a partir do Iriri, do outro lado da barragem, por Eduardo Henrique Capeli Belezini

PARTE 3: COM A PALAVRA, OS INDÍGENAS

  • COM A PALAVRA, OS INDÍGENAS: apresentação aos textos, por Clarice Cohn
  • Entrevista com militante das organizações dos indígenas citadinos de Altamira-PA, por Mayra Pascuet
  • Desabafo de uma liderança da Terra Wangã-Arara da Volta Grande do Xingu – Altamira-Pará, por José Carlos Arara
  • Belo Monte de violações, por Sheyla Juruna
  • Um grande desastre, principalmente para a cultura, por Ozimar Juruna
  • O processo de construção de Belo Monte na fala de uma jovem Xikrin, por Ngrenhdjam Xikrin
  • Carta produzida e assinada pelos homens da aldeia Bacajá, Terra Indígena Trincheira-Bacajá, segundo fac-símile

Sobre União - Campo, Cidade e Floresta

Noticias das LUTAS DOS POVOS EMPOBRECIDOS - NO CAMPO, NA CIDADE E NA FLORESTA.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s